Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

José Coelho Photography

Fotógrafo português de eventos e sessões fotógráficas.

VILA DO CONDE - Um fabuloso refúgio no Norte, com praias, rio e um pitoresco centro histórico

vila do conde (8).jpg

 

vila do conde (9).jpg

 

vila do conde (17).jpg

 

vila do conde (18).jpg

 

vila do conde (19).jpg

Depois de sair de Viana do Castelo, e de ter passado pelas praias do Cabedelo e de Ofir, rumei em direção a Vila do Conde, a próxima cidade que quis visitar. Vila do Conde é um dos destinos balneários mais populares do Norte, há mais de 300 anos. Esta cidade à beira do Rio Ave, possui um centro histórico muito pitoresco.

vila do conde (1).jpg

 

vila do conde (6).jpg

 

vila do conde (20).jpg

 

vila do conde (21).jpg

Antes de lá chegar, passei por Póvoa do Varzim, cidade esta que fica mesmo ao lado de Vila do Conde. Ficou difícil perceber onde fica a divisão entre estas duas cidades nortenhas. Tendo chegado a Vila do Conde no final do dia, fomos procurar a residencial onde tinha reservado 2 noites. A ideia era arrumar as malas e depois procurar um restaurante para jantar. A residencial onde ficamos, que era a única com vagas disponíveis nestes dias a um preço razoável, parecia algo perdida no tempo. Vila do Conde é um dos refúgios mais populares, especialmente frequentado pelos portuenses, que aqui gostam muito de rumar aos fins-de-semana. Por esse motivo há alguma dificuldade em procurar alojamento com vagas disponíveis e a preços razoáveis nesta época do ano.

vila do conde (2).jpg

 

vila do conde (3).jpg

 

vila do conde (28).jpg

 

vila do conde (7).jpg

 

vila do conde (24).jpg

Fomos jantar a um restaurante ali perto recomendado pelo dono da residencial. A senhora que nos serviu, que tinha um sentido de humor muito apurado, recomendou-nos provar o prato de filetes de sardinha com arroz de feijão. Basicamente, tratava-se de sardinhas inteiras envolvidas em ovo e farinha e fritas em óleo. Depois deste repasto um bocado indigesto, fomos conhecer um pouco da cidade, apesar da noite um pouco fria. O cansaço já acusava e cedo fomos para o quarto, mas, infelizmente, a noite não foi bem dormida para mim, pois os colchões das camas eram extremamente duros. O dono explicou-nos, na manhã seguinte, que eles foram substituídos recentemente, pelo que era natural o desconforto. De qualquer maneira, como eu queria era uma noite bem dormida, optámos por fazer o check-out antes do meio-dia e procurar outro alojamento mais confortável. Tivemos sorte e acabámos por encontrar a Villa Régio, alojamento local num edifício antigo mas bem preservado, que fica bem situado no centro histórico, perto da Casa Museu José Régio. O estacionamento não foi difícil, apesar da rua inclinada. Ficamos alojados no quarto no primeiro andar com cama de casal que possui um pequeno terraço muito pitoresco com uma cama de rede e almofadas. O colchão era macio, dormi relaxado e acordei cedo bem disposto ao som dos galos. A família do proprietário vive no andar de baixo, a quem agradeci por me terem enviado por CTT a custo zero, uma almofada minha que deixei esquecida no quarto.

vila do conde (22).jpg

 

vila do conde (23).jpg

 

vila do conde (25).jpg

 

vila do conde (27).jpg

 

vila do conde (26).jpg

Começámos o dia por conhecer por fora um dos ex-libris daqui, o grandioso Convento de Santa Clara, situado no topo da colina de onde se pode apreciar uma bela vista sobre a cidade. Apesar de algo degradado, soube que o edifício irá ser futuramente transformado num hotel. Descemos até à zona ribeirinha, onde almoçámos perto da Nau Quinhentista, uma réplica barco museu que está atracado no cais da alfândega desde 2007. Foi interessante conhecer por dentro esta embarcação, os aposentos dos tripulantes, com esculturas humanas, quase viajei no tempo.

vila do conde (29).jpg

 

vila do conde (30).jpg

 

vila do conde (31).jpg

 

vila do conde (4).jpg

 

vila do conde (5).jpg

De seguida, fomos passear pelo centro histórico, passámos pela rua do Museu das Rendas de Bilros, pela Igreja Matriz e pela Câmara Municipal e apesar do dia um pouco ventoso, fomos depois pela marginal para conhecer as famosas praias de Vila do Conde, desde o Forte de São João, da Praia do Forno até Caxinas. Segui até à Póvoa, mas vou deixar essas fotos para outra publicação.

vila cha.jpg

 

vila do conde.jpg

 

villa regio.jpg

 

vila do conde fashion outlet (1).jpg

 

vila do conde fashion outlet (2).jpg

 

vila do conde fashion outlet (3).jpg

 

vila do conde fashion outlet (4).jpg

 

vila do conde fashion outlet (5).jpg

 

vila do conde fashion outlet (6).jpg

 

De noite, fomos jantar num restaurante ali bem perto do centro, e no dia seguinte, já de partida, despedi-me de Vila do Conde terminando o meu percurso pela Praia da Azurara e pela Praia de Vila Chã, terra de pescadores. Antes de partir para novo destino, parei para almoçar no Fashion Outlet de Vila do Conde, onde aproveitei para ver os saldos, acabando por comprar umas calças.

vila do conde (10).jpg

 

vila do conde (11).jpg

 

vila do conde (12).jpg

 

vila do conde (13).jpg

 

vila do conde (14).jpg

vila do conde (27).jpg

 

vila do conde (32).jpg

 

vila do conde (33).jpg

 

vila do conde (15).jpg

 

vila do conde (34).jpg

 

vila do conde.jpg

 

vila do conde (32).jpg

 

vila do conde (33).jpg

 

praia de vila cha (1).jpg

 

praia de vila cha (2).jpg

 

praia de vila cha (3).jpg

 

praia de vila cha (4).jpg

 

praia de vila cha (5).jpg

 

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.